11/10/2017 09:34:09 - Atualizado  em 11/10/2017 14:15:57

A+ A-

Começou a dragagem no Canal de São Bento na Baixada Campista

  Luís Macapá/Supcom

a dia 4 de outubro, outra dragline iniciou a limpeza do Canal do Caxexo, que tem cerca de 12 quilômetros

Começou nessa terça-feira (10/10), a dragagem do Canal São Bento, para levar água do Rio Paraíba do Sul a localidades da Baixada Campista que sofrem com a longa estiagem. A intenção é também amenizar os problemas causados pela salinização provocada pela água do mar, que avança pelos canais da região.

Na semana passada, em outra frente, começou a dragagem do Canal do Caxexo, na localidade de São Martinho, também na Baixada, com o mesmo objetivo.

A intervenção emergencial nos canais acontece após parceria firmada com o Governo do Estado, através Limpa Rio — Programa de Limpeza de Rios e Lagoas — e são acompanhadas por um grupo de trabalho que reúne oito produtores rurais da Baixada.

“A água já está entrando com força e em poucos dias estará beneficiando centenas de propriedades ao longo de uma grande área da Baixada, como Beira do Taí, Barra do Jacaré e Cazumbá, dentre outras. O canal estava sem adução de água do Paraíba há muito tempo, visto que a última limpeza foi feita há cerca de 10 anos “ explicou Nildo Cardoso.

Ao longo dos cerca de 40 quilômetros do São Bento, que deságua no trecho do Canal Coqueiro conhecido como “Baixo Caxexo”, a limpeza será feita nos pontos mais críticos, onde existe assoreamento, e nas proximidades das pontes, onde o acúmulo de vegetação impede a passagem da água. A máquina, bem como a que está em São Martinho vai permanecer na região até o final de novembro.

Caxexo - Na dia 4 de outubro, outra dragline iniciou a limpeza do Canal do Caxexo, que tem cerca de 12 quilômetros. Ele nasce no Canal das Flechas, que sai da Lagoa Feia, e vai até o Canal Coqueiro, que começa no Rio Paraíba do Sul, na área urbana, e avança para a Baixada. Segundo os produtores rurais da área, o Caxexo não passa por uma boa dragagem há cerca de três décadas.


Fonte Supcom