12/06/2017 14:45:57 - Postado  em 12/06/2017 14:54:31

A+ A-

Mais de 22 mil cabeças de gado vacinadas de graça contra febre aftosa

  Divulgação Supcom

A segunda etapa, quando serão vacinados apenas animais com menos de 24 meses, será em novembro

Mais de 22 mil cabeças de gado bovino de pequenos criadores em Campos foram vacinadas contra a febre aftosa, na primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação, realizada em maio no Circuito Pecuário Leste – formado pelos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe a parte leste de Minas Gerais. Além de doar as doses, a superintendência municipal de Agricultura e Pecuária forneceu os vacinadores. A segunda etapa, quando serão vacinados apenas animais com menos de 24 meses, será em novembro.
 
Sobre a expectativa de que seriam vacinados até 37 mil animais, o superintendente municipal Nildo Cardoso explicou que ocorreram muitos casos em que a imunização acabou inviabilizada. "Aconteceu que muitos dos criadores cadastrados que visitamos não se enquadraram nas regras do programa municipal de vacinação, que prevê a doação da vacina apenas para quem possui até 70 animais. Aqueles que não se enquadraram nas regras, tiveram que ser cortados", explicou Nildo.
 
Este ano, segundo Nildo, o controle de quem tinha direito a vacinar o gado de graça realmente funcionou. "Nos anos anteriores, as doses da vacina eram entregues aos criadores, que ficavam responsáveis pela imunização. Dessa vez não. Como nossas equipes de vacinadores foram pessoalmente às propriedades para fazer a imunização, tivemos total controle de quem estava regular ou não", acrescentou o superintendente.
 
Quem deixa de vacinar seus rebanhos, enfrenta uma série de problemas. Além de não poder comercializar os produtos derivados, também fica impedido de circular com os animais de uma propriedade para outra. O estado do Rio de Janeiro é considerado “área livre de aftosa com vacinação”. Os últimos dois casos foram registrados há 20 anos, em Magé e Itaperuna.


Fonte Supcom