18/06/2017 15:51:55 - Postado  em 18/06/2017 16:22:55

A+ A-

Pesquisa confirma técnica e economia aplicadas noroeste

  Divulgação-Ascom

m área de 3.696m2, obteve-se produtividade média de 7.846kg/ha com a cultivar EPAGRI–109

A Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, através da Pesagro-Rio, em parceria com a Emater-Rio, realizou, no mês de maio, a colheita de duas Unidades de Pesquisa Participativa com as cultivares de arroz irrigado, a EPAGRI-109 e BRS TROPICAL, na Microbacia Valão Carqueja, no município de Italva-RJ.
 
O trabalho demonstrou a viabilidade técnica e econômica do sistema rotacionado das culturas do arroz e do feijão em várzeas do Noroeste Fluminense. Nas Unidades de Pesquisa, foram adotadas todas as recomendações técnicas para a cultura: escolha da área, análises de fertilidade do solo, preparo do solo, irrigação, densidade de semeadura, controle de invasoras, espaçamento entre linhas, época ideal de colheita e secagem dos grãos.
 
Antes da colheita, foi retirada uma amostra de 10m2 de cada cultivar para avaliação da produtividade. A EPAGRI–109 produziu 9.000kg/ha e a BRS TROPICAL 8.600kg/ha, mostrando o alto potencial produtivo das duas cultivares. As análises de qualidade de grãos mostraram altos rendimentos de grãos, acima de 70% de rendimento de máquina e 93% de grãos translúcidos.

Em área de 3.696m2, obteve-se produtividade média de 7.846kg/ha com a cultivar EPAGRI–109; em área de 4.146m2, a cultivar BRS TROPICAL obteve produtividade de 4.950kg de grãos por hectare. Na área total de 7.842m2, com as duas cultivares, colheram-se 4.950 kg de grãos, com produtividade média de 6.312 kg/ha.
Toda a produção de grãos será comercializada na Prefeitura de Italva, no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), estabelecendo-se valor 20% superior à cotação média do produto no município, beneficiando a agricultura familiar.
 
O projeto terá continuidade com a semeadura da cultura do feijão em sucessão à cultura do arroz, como previsto no sistema. As Unidades de Pesquisa Participativa são coordenadas pelo pesquisador Silvino Amorim Neto e contam com a participação do pesquisador Benedito Fernandes de Souza Filho, ainda a pesquisadora e coordenadora do Núcleo de Pesquisa Participativa na região Noroeste, Lucia Valentini, e dos técnicos agrícolas José Geraldo Custódio dos Santos e Valber Ribeiro da Silva, todos do Centro Estadual de Pesquisa em Agroenergia e Aproveitamento de Resíduos, da Pesagro-Rio, localizado em Campos dos Goytacazes.

 


Fonte Ascom