24/05/2016 11:49:50 - Atualizado  em 24/05/2016 11:54:46

A+ A-

Greve dos professores do estado já dura quase três meses

  Ururau

Alunos cobram melhorias no Colégio Nilo Peçanha, em Campos

Iniciada há quase três meses, a greve dos professores da rede pública do estado do Rio de Janeiro chega a cerca de 70% dos profissionais e deve continuar por tempo indeterminado, informou o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe). Uma assembleia geral aconteceu na amanhã desta terça-feira  (24/05), na Quadra da São Clemente, Centro do Rio,  depois houve um ato na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).  Uma das diretoras do Sepe, Rose Cipriano, diz que o governo ainda não sinalizou com nenhum tipo de reajuste salarial e tem protelado a implementação das propostas acordadas.

“A proposta do governo é zero porcento de aumento para uma categoria que está desde 2014 sem ajuste. E os pontos acordados ainda não foram encaminhados para votação, como eleição para diretores [pelo voto da comunidade] com cronograma desse ano apontando para uma data no ano que vem, e na pauta pedagógica, a implementação da lei de 2008 [Lei 11.738] de um terço da carga horária para planejamento das aulas, com cronograma.”

O sindicato aguarda nova audiência com o secretário estadual de Educação, Wagner Victer, ainda nesta semana. “Para se posicionar nos pontos que não estão avançando e a sobre a situação da categoria e das escolas”, disse a professora.

A Secretaria do Estado de Educação foi procurada para comentar sobre a greve, mas não respondeu até a publicação da reportagem.


Fonte ABr