09/06/2017 10:45:23 - Postado  em 09/06/2017 10:59:05

A+ A-

Estado do Rio registra oito mortes por Influenza B e H1N1

  Ururau

Vacinar significa prevenir

A Secretaria de Estado de Saúde informou nesta quinta-feira (08/09) que desde o início do ano até esta quarta-feira (07/06), 45 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) foram notificados, sendo 10 deles causados pelo vírus Influenza B e outros três, pelo vírus H1N1. Ao todo, já são oito óbitos no estado, por SRAG, sendo três por Influenza B e dois por H1N1.

Nesta sexta-feira (09/06) – Dia Nacional da Imunização – a Campanha de Vacinação contra a Gripe se encerra em todo o país: no estado do Rio, até o dia 05/06, apenas sete dos 92 municípios haviam atingido a meta de imunizar 90% do público-alvo prioritário. Outras 60 cidades apresentam cobertura entre 50 e 89% e vinte e cinco municípios ainda se encontram com cobertura vacinal inferior a 50%. Em Campos, a vacinação segue até o fim do estoque de doses.

A vacina contra a gripe é segura e é a forma mais eficiente de se proteger contra a doença, que, apesar de ser considerada simples, pode evoluir para complicações mais graves, principalmente entre os grupos prioritários.

“Vacinar significa prevenir, é essencial que as pessoas tenham essa consciência. Apesar de ser uma doença considerada simples, a gripe pode evoluir para casos mais graves, principalmente entre o público-alvo prioritário. Amanhã é o último dia de campanha e nossa expectativa é de que as pessoas busquem os postos, lembrando que o Ministério da Saúde ampliou a vacinação para toda a população”, destaca o secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr.

No ano passado, diante do crescente número de casos de H1N1 registrados em São Paulo, a campanha de vacinação contra a gripe foi antecipada, como medida preventiva, no estado do Rio. A meta de imunização foi alcançada antes do fim da campanha. Já em 2017, o estado do Rio o percentual de imunização está em torno dos 74%.

“O percentual de imunizados entre as crianças com idades entre seis meses e menores de cinco anos ainda nos preocupa, tendo em vista que este grupo é bastante suscetível às complicações que a gripe pode causar. Até o início da semana, cerca de 400 mil crianças tinham sido vacinadas, um percentual inferior à metade do público alvo previsto para este grupo”, disse o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe.

Entre os grupos prioritários, foram imunizadas 409.686 crianças (43,4%), 88.497 mulheres grávidas (50,2%) e 1.555.126 idosos (73,7%): são os menores percentuais entre os grupos prioritários.

 


Fonte Ascom