18/06/2017 14:36:20 - Atualizado em 18/06/2017 14:37:09


A+ A-

Presentes de aniversário

No mês em que o projeto Solar Calc completa dois anos de atividades, a NASA faz o anúncio de dois grandes fatos pioneiros. A primeira missão espacial batizada com o nome de alguém ainda vivo, o astrofísico Eugene Parker, que na década de 1950 veio a publicar grandes estudos sobre a influência dos ventos solares nos planetas do Sistema Solar.

Uma missão que promete chegar tão perto do Sol quanto nenhum outro objeto humano já chegou.
 No último dia 10 de junho, Parker e o Solar Calc fizeram aniversário. O astrofísico, hoje com 90 anos, terá seu nome tocando a estrela em 2018. A missão ao Sol pretende chegar perto o suficiente para coletar dados das camadas mais externas de nossa estrela mãe, como temperatura e comportamento magnético. Isso trará grandes avanços para o entendimento dos ventos solares e a previsão dos mesmos.

 Um estudioso do Sol tem o astro-rei não apenas como a maior fonte de energia, mas como centro de sua vida. Um estudioso da química ou biologia tem o seu objeto de pesquisa, na maior parte das vezes, bem ali na sua frente. Ele pode tocar, sentir, cheirar. Aos astrônomos, resta apenas a contemplação platônica, tendo como afago apenas o brilho dos astros vistos no céu. No caso do Sol, o abraço caloroso de cada dia.

 A missão que tocará o Sol acaba não homenageando apenas o Eugene Parker, mas também todo amante de nossa estrela mais próxima.

 O Solar Calc agradece a todos que motivaram e incentivaram a existência e continuidade desse trabalho: estudar e compartilhar o Sol. E fica imensamente honrado em escrever sobre a missão que homenageia Parker, um fato maravilhoso. Pense no quão grandioso isso pode vir a ser. Estaremos mais perto do nosso pequeno gigante de constantes inconstâncias.

                                                                                        Caio Crespo Moares