31/05/2016 16:51:11 - Atualizado  em 02/06/2016 16:12:27

A+ A-

Comandante da GCM exonerado após crimes envolvendo agentes da corporação

  Divulgação

A corporação agora será comandada pelo subcomandante Carlos Leão

O comandante da Guarda Civil Municipal (GCM) de Campos, Marcos Soares, foi exonerado do cargo, conforme publicação do Diário Oficial desta terça-feira (31/05). De acordo com informações da Superintendência de Comunicação, trata-se de uma medida administrativa, atendida a pedido do servidor público de carreira.

Marcos Soares, que exerce a função de guarda há 18 anos, assumiu o comando a GCM no dia 6 de abril depois da exoneração de Wellington Levino. A corporação agora será comandada pelo subcomandante Carlos Leão.

Apesar de a Prefeitura afirmar que exoneração tenha a pedido do próprio servidor público de carreira, nos últimos dias, a Guarda Civil Municipal teve seu nome evidenciado em matérias criminais, uma vez que os GCMs Uenderson de Sousa Mattos e Genessi José Maria Filho foram presos na “Operação Aleiva”, no último dia 25, por suspeita de envolvimento na morte da analista judiciária Patrícia Manhães Gonçalves Mattos, que foi assassinada no dia 13 de abril, na frente do Grupamento Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM), no Parque Boa Vista. Uenderson é marido da analista. 

No dia seguinte, em ação de desdobramento da "Operação Aleiva", agentes da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual (MPE) encontraram uma pistola calibre 380 municiada, uma pequena quantidade de maconha e várias munições, na sede do Grupamento Ambiental da Guarda Civil Municipal. 

Segundo o delegado titular da 146ª Delegacia Legal de Guarus, Luís Maurício Armond, foram revistados armários do grupamento, a fim de complementar o trabalho da operação.  

 


Fonte Ururau