11/10/2017 09:15:03 - Atualizado  em 11/10/2017 09:25:00

A+ A-

Liminar não intimida rodoviários que continuam parados

  Ururau

Rodoviários continuam parados

Rodoviários de Campos seguem nesta quarta-feira (11/10) para o terceiro dia de paralisação. A decisão de continuar o protesto vai de encontro à liminar concedida nesta terça-feira (10/10) pela juíza titular da 2ª Vara de Trabalho de Campos, Raquel Pereira de Freitas Moreira a magistrada determinou que os rodoviários retornem às atividades com 60% da frota. A única empresa que está cumprindo a decisão é a Siqueira, que faz parte do Consórcio União, segundo informou o Portal do Transporte Coletivo de Campos dos Goytacazes (TCCG).

Um funcionário de uma das empresas, que preferiu não se identificar, relatou que enquanto os patrões não efetuarem os respectivos pagamentos de salários, os trabalhadores continuarão de braços cruzados. “Não tem dinheiro, não tem ônibus. A Justiça tem que determinar o dia dos nossos pagamentos e não nos obrigar a trabalhar sem dinheiro”, disse.

Após liminar da Justiça do Trabalho, alguns ônibus da empresa São João chegaram a circular e dois deles foram apedrejados ao trafegarem  pela região central da cidade. A Polícia Militar (PM) foi acionada para fazer a escolta. Mesmo assim, não impediu a ação de vandalismo.

A paralisação atinge empresas do Consórcio União (Turisguá e São Salvador), Consórcio Planície (São João) e Rogil. Em algumas delas os rodoviários estão sem receber há quase três meses.  As empresas devem aos rodoviários 35% do salário de junho, além dos salários de julho, agosto e setembro.

 

Reportagem: Ururau


Fonte Redação