09/01/2018 12:08:17 - Atualizado  em 09/01/2018 13:15:16

A+ A-

PM morto em troca de tiros no Lagomar, em Macaé

  Ururau

Ainda não há informação sobre o estado de saúde do policial

Um policial militar foi morto numa troca de tiros na manhã desta terça-feira (9) no bairro Lagomar, em Macaé, no interior do Rio. A informação foi confirmada pelo 32º Batalhão da PM, onde a policial era lotado.

Ainda segundo a PM, o cabo José Renê Araújo Barrosl foi ferido e infelizmente não resistiu, falecendo enquanto era socorrido para a unidade de saúde mais próxima. Este é o terceiro policial militar morto neste ano no estado do Rio.

Informações de redes sociais davam conta de que cerca de 30 homens armados, pertencentes a facção da Comunidade de Nova Holanda, invadiram a Comunidade de Lagomar, dando início a uma intensa troca de tiros.

Em nota, a Prefeitura de Macaé informou: "A Central de Operações da Polícia Militar encaminhou orientação à Coordenadoria de Segurança Escolar, da Secretaria Municipal de Educação, para que as escolas da rede municipal localizadas no Lagomar fechassem, nesta terça-feira (9). As escolas da rede municipal estão no período de férias e o início do ano letivo 2018 será dia 5 de fevereiro. Durante o período de recesso escolar, a secretaria das escolas funciona, somente, com atendimento para matrícula".

Ainda em nota, a Polícia Militar esclareceu: "Com profundo pesar, a Assessoria de Imprensa da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro informa o falecimento do Cabo José Renê Araújo Barros. O policial militar morreu após ser baleado na manhã desta terça-feira (09/01), em Macaé, no Norte do Estado. O militar estava em uma operação para reprimir ações criminisas de facções rivais pela disputa de ponto de drogas na Comunidade Lagomar, em Macaé. O policial foi ferido e infelizmente não resistiu, falecendo enquanto era socorrido para a unidade de saúde mais próxima. O policial era lotado no 32º BPM (Macaé), tinha 35 anos, oito anos na Corporação e deixa esposa e três filhos. Ainda não há informações sobre o sepultamento.

 


Fonte Redação