07/12/2016 19:14:06 - Atualizado  em 07/12/2016 19:19:58

A+ A-

SENAI Campos inaugura primeiro FabLab do interior

  Divulgação

O foco dos laboratórios é a invenção e a inovação

Estimular a criatividade e o espírito inovador para a criação de protótipos de novos produtos para a indústria. Com este objetivo o Sistema FIRJAN inaugurou nesta quarta-feira (07/12), em Campos, o SENAI FabLab, laboratório que faz parte de uma rede mundial criada no Center for Bits and Atoms, do Instituto de Tecnologia Massachusetts (MIT).
 
Campos é o primeiro município do interior fluminense a receber um FabLab, um ambiente pensado para estimular a inovação, com espaços de fabricação digital voltados, principalmente, para a prototipagem. Os FabLabs são centros de pesquisa e produção que utilizam máquinas de última geração e tecnologias digitais para criar objetos, produzir outras máquinas e fazer experimentos sem depender da escala industrial. O foco dos laboratórios é a invenção e a inovação. Existe outro laboratório semelhante no Instituto de Tecnologia SENAI (IST) Automação e Simulação, em Benfica, no Rio de Janeiro. Nos próximos meses, serão inaugurados outros três FabLabs no estado. 

O SENAI FabLab busca estimular a criatividade dos alunos dos cursos técnicos, que serão os futuros funcionários das grandes, médias e pequenas indústrias. No local, os estudantes terão acesso a equipamentos como a impressora 3D, as máquinas de corte a laser entre outros. Além de serem apresentados aos conceitos de inovação, os alunos serão estimulados a pensar soluções para problemas reais da indústria, podendo elaborar projetos desde a criação até a programação, e desenvolver protótipos. Tudo isso em resposta às mudanças nos processos produtivos das indústrias que têm colocado importantes desafios para a educação profissional. 

“A criatividade é um comportamento e a inovação é um processo. Com os FabLabs  pretendemos reduzir a distância entre a indústria e sala de aula e tornar o ensino mais eficiente”, disse o Diretor Superintendente do SENAI, Alexandre dos Reis.
 
Segundo o presidente da Representação Regional da FIRJAN no Norte Fluminense, Fernando Aguiar, a criatividade já é um requisito que, cada vez mais, deve fazer parte do dia a dia das empresas. “É importante que a cultura da inovação esteja em todas as áreas de uma empresa. Termos um FabLab em nossa região para formação de mão de obra e desenvolvimento de projetos será um grande diferencial”, explica.
 
Durante o evento, também foi lançado o Desafio SENAI + Indústria, que propõe uma maior interação entre interação entre os alunos do SENAI e as indústrias do estado do Rio. A ideia é que os estudantes desenvolvam soluções para problemas apresentados pela indústria. No Desafio, a indústria cadastra um ou mais problemas que esteja enfrentando e, a partir desses desafios reais (que afetam a produtividade, a competitividade, etc), os alunos se reúnem para propor soluções inovadoras e viáveis. Esses projetos vão ser desenvolvidos e avaliados. Os que tiverem maior potencial de inovação irão passar para a fase seguinte, chamada “Pré-Acelera”.
 
Esta fase foi criada para dar vida às soluções propostas, ou seja, transformar os projetos selecionados em planos de negócio capazes de conquistar o mercado. Os alunos responsáveis passam a se dedicar por três meses nos espaços de coworking das unidades SENAI, sob a orientação de monitores. Depois de aprimorarem seus protótipos nos FabLabs e os tornarem funcionais, elaboram planos de negócios e os apresentam para a indústria para que, futuramente, possam conquistar potenciais investidores. 
 
A Sala do Desafio SENAI + Indústria também foi inaugurada nesta quarta-feira. Durante o evento, os alunos participantes dos projetos selecionados em Campos e Itaperuna receberam as chaves. A partir de agora, eles receberão uma bolsa e terão à sua disposição até R$ 10 mil para aperfeiçoarem seus trabalhos.


Fonte Ascom