20/03/2017 11:36:39 - Atualizado  em 20/03/2017 11:45:33

A+ A-

Projeto de adequação a duplicação da BR será levado a ANTT

  Supcom / Ururau

Projeto original está licitado e prestes a ser executado

Representantes da Prefeitura de Campos e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) se reuniram na última sexta-feira (17/03) com representantes da concessionária Autopista Fluminense, na sede do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), para apresentar adequações ao projeto original de duplicação da BR-101 nos sentidos Norte e Sul com o objetivo de melhorar a mobilidade urbana e atender às necessidades da população. O superintendente de Planejamento, Marcel Cardoso, está preparando ofícios com adequações, que serão apresentados pelo prefeito Rafael Diniz em Brasília nesta durante audiência na Agência Nacional de Trânsito e Transporte (ANTT).

Entre as adequações, está a mudança do local do desvio para as obras de duplicação da rodovia, no sentido Norte, próximo ao distrito de Travessão. “Pelo projeto original, o desvio seria entre os quilômetros 46 e 51 da rodovia. Neste ponto, além de trazer transtornos aos moradores, porque passaria pela área urbana de Travessão, contrapondo aos interesses do município. O que estamos propondo é que seja feito em um ponto antes do Km 46, de modo que o contorno não atinja a área urbana do distrito”, informou o presidente do IMTT, Renato Siqueira.

O coordenador da Autopista, Sérgio Mansur, lembrou que o projeto original está licitado e prestes a ser executado.  Também estavam presentes à reunião o secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Clédson Bitencourt; o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Mario Sergio Cardoso, e os diretores da Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos, Anderson Gomes e Augusto Rosa. 

Outra adequação apresentada durante a reunião se refere ao trecho entre Ururaí e a Rua Rocha Leão até a altura da Rua Conselheiro Thomaz Coelho e se refere aos acessos da Tapera, Shopping Estrada, Shopping Boulevard, aos condomínios residenciais atrás do shopping, e aos parques Rodoviário e Leopoldina.  Para o presidente do IMTT, “o projeto atual não resolve os gargalos existentes nestes pontos”. 

MARGEM DA LINHA

Um dos pontos levantados pelo chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, Weber Boroto, foi o acesso à Margem da Linha, onde há grande retenção de veículos por conta do desnivelamento da pista devido à linha férrea e a grande circulação de pedestres para a travessia. 

“Mesmo sendo duplicada, a rodovia vai precisar neste trecho de um semáforo com botoeira neste ponto e, também, de outro semáforo no cruzamento de acesso ao Shopping Boulevard”, sugere o chefe da PRF. 

Também foi citado na reunião que o trecho a ser duplicado não possui pista de acostamento e outra sugestão apresentada foi a construção de uma pista marginal, paralela à Rua Silvio Bastos Tavares até o Shopping Estrada, que vai facilitar o acesso de moradores de condomínios naquela região. A mesma solicitação foi feita no sentido norte da rodovia, a partir da Avenida Nilo Peçanha. O município também vai solicitar a construção de ciclovias nos dois sentidos.


Fonte Supcom