02/01/2017 18:19:50 - Postado  em 02/01/2017 18:26:00

A+ A-

Regularizar salário dos servidores e quitar dívida de R$ 200 milhões entre os desafios em SJB

  Divulgação

Situação é ainda pior que em 2005, quando encontrou a prefeitura sucateada

A prefeita Carla Machado e o vice Alexandre Rosa, após terem sido empossados na noite anterior pelo presidente da Câmara de Vereadores de São João da Barra, Aluízio Siqueira, chegaram cedo à sede da prefeitura para o primeiro dia de trabalho. A prefeita declarou que pretende, durante a semana, checar o patrimônio e trocar ideias com a equipe para verificar quais medidas emergenciais serão postas em prática em todos os setores.
            
"Sabemos do desafio ao assumir um município com uma dívida superior a R$ 200 milhões, porém, vamos administrar com responsabilidade, seriedade, muito trabalho e a colaboração de todos os servidores e da Câmara de Vereadores para fazer o município voltar a crescer", ressaltou Carla, acrescentando que a situação é ainda pior que em 2005, quando encontrou a prefeitura sucateada, dívidas com INSS, Santa Casa fechada, e prédios públicos e praças sem conservação.

“Nós precisamos muito de todos os funcionários, sabemos que estão sem receber o salário de dezembro e a segunda parcela do 13º, mas vamos fazer o possível para colocar em dia. O funcionalismo é o maior patrimônio da máquina administrativa, e o pagamento em dia será novamente a marca de nosso governo”, afirmou a prefeita, anunciando a retomada do expediente normal, das 8h às 17h.

“Agora é que vamos conhecer, de fato, a realidade do município. Foram poucos os documentos que recebemos. Vamos abrir uma caixa preta pra vermos o que poderá ser feito de melhor pra atender a população”, disse a prefeita, que inicia o governo priorizando a área da saúde.

 Antes mesmo da posse, Carla Machado articulou a reabertura do Centro Municipal de Emergência junto à empresa prestadora de serviço e a garantia de que todos os profissionais estarão recebendo seus salários, além de buscar apoio junto ao Grupamento de Resgate Voluntário com duas ambulâncias equipadas atuando na BR-356 e outras duas nas unidades de urgência e emergência.

"Já levamos pacientes para realização de hemodiálise, e vamos dar continuidade aos serviços do Home Care. Pedimos à empresa compreensão pela falta de pagamento e que continue atendendo os pacientes", comentou a prefeita, que esteve com o coordenador de controle e avaliação de Saúde do Norte Fluminense buscando apoio nesta entrada de ano, tendo em vista que há dívida em quase todos os hospitais de Campos.

"Ainda hoje nos reuniremos com representantes da empresa que construiu o Centro de Emergência e vamos juntos checar as condições do prédio, que necessita de manutenção. Estamos, também, conversando com representantes da Santa Casa para, a partir da próxima semana, voltar a realizar partos, trazendo mais tranquilidade para as gestantes", finalizou, relatando que, com muito trabalho, fará o possível para devolver a dignidade à população que está triste e sofrendo durante esses quatro anos de descaso da gestão anterior.


Fonte Ascom