12/01/2018 06:35:15 - Atualizado  em 12/01/2018 11:54:28

A+ A-

Vídeo: Operação da Polícia Federal em Campos

  Verônica Mattos

Uma das equipes da PF foi até Goitacazes

A Polícia Federal de Campos está cumprindo dois mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão em vários pontos da cidade desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (12/01). Uma das equipes foi até uma residência no Distrito de Goitacazes, na Baixada Campista.

Trata-se da segunda etapa da Operação Cardiopatas, deflagrada no dia 8 de dezembro do ano passado. Os agentes foram atendidos pelo pai de um advogado, que também é investigado como um dos envolvidos em fraudes previdenciárias e que estaria foragido da Justiça.

Na primeira etapa da operação, a PF informou que foram comprovadas fraudes em 34 benefícios por incapacidade, entre eles auxílios doença e aposentadoria por invalidez, gerando um prejuízo apurado de pelo menos R$ 4.373.151,04 a previdência. No entanto, dando continuidade às investigações, foi confirmado que o número de fraudes subiu para 67, aumentando um prejuízo de R$ 11,3 milhões.

A PF esclareceu, ainda, que 14 pessoas foram presas na primeira etapa da Cardiopatas, sendo sete funcionários do INSS, que conseguiram converter as prisões e estão afastadas do serviço público. Outras sete pessoas são intermediários, sendo seis presos e um, apontado como líder da organização criminosa, que se encontra foragido.

Os investigados responderão pelos crimes de pertencimento à organização criminosa, estelionato previdenciário e corrupção ativa.

Reportagem: Ururau


Fonte Redação