09/12/2016 12:44:40 - Postado  em 09/12/2016 16:14:21

A+ A-

MPE em busca de explosivos que seriam usados por organização criminosa

  Ururau

Residências e terrenos também seriam revistados

O Ministério Público Estadual (MPE) inciou na manhã desta sexta-feira (09/12), uma operação no Joquei Clube de Campos, em especial no Hipódromo Lineu de Paula Machado, que há anos está desativado. Um terreno próximo também passou por uma varredura.

A operação visa apreender dinamites, que provavelmente seriam utilizados por uma organização criminosa que pratica roubos a caixas eletrônicos em toda região.

A ação contou com 50 policiais militares, além de agentes da Poliícia Rodoviária Federal (PRF); Batalhão de Ações com Cães - BAC; Guarda Civil Municipal de Casimiro de Abreu - Canil; Comando de Operações Especiais (COE).

Segundo o promotor Fabiano Rangel, a denúncia chegou há dois dias e foi passada por um denunciante que está preso e mantido sob sigilo. "Nós estamos procurando uma quantidade considerável de dinamites, material que tem sido utilizado em assaltos a caixas eletrônicos em Campos, na região, em cidades vizinhas, e até mesmo em Minas Gerais", disse o promotor.

"Esse grupo, não se trata de uma simples quadrilha, mas de uma organização criminosa, onde muitos já estão presos e alguns inclusive tem ligações com células terroristas. A informação ainda é muito superficial, mas nossa obrigação é evitar que essas dinamites sejam usadas no futuro para matar pessoas e assaltar bancos".

Ainda segundo o promotor, possivelmente os crimes envolvendo assaltos a caixa eletrônico na região tem ligação com esse grupo. Sobre a forma que esses explosivos teriam chegado à cidade, o promotor preferiu não revelar, apesar de já haver uma linha de investigação.

A quantidade de dinamite que está sendo procurada também não foi divulgada.


Fonte Ururau