17/07/2017 10:24:55 - Postado  em 17/07/2017 10:37:44

A+ A-

Recadastramento de permissionários até esta terça

  Rafael Peixoto - Supcom

O atendimento começou na última segunda-feira (10), e dos cerca de 50 permissionários, apenas 13 compareceram

Termina neste  terça-feira (18/07), o prazo para recadastramento dos permissionários com pontos na Rodoviária Roberto Silveira, na Praça Alberto Sampaio e no Espaço da Amizade, sob o viaduto da Ponte Leonel Brizola. A Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca) pede àqueles que ainda não compareceram que não deixem para a última hora, para que todos sejam atendidos com tranquilidade. O recadastramento acontece na sede da Codemca, no Shopping Estrada, com atendimento das 9h às 16h.
 
“O atendimento começou na última segunda-feira (10/07), e dos cerca de 50 permissionários, apenas 13 compareceram até o fim da tarde de sexta-feira (14/07). Agora temos apenas dois dias para recadastrar os demais",  alerta a diretora jurídica da Codemca, Cláudia Schawartz.
 
Esta é a terceira etapa do trabalho. Na primeira fase, iniciada no dia 22 de maio, foram recadastrados os permissionários de quiosques de Farol de São Thomé, incluindo o Lagamar.  Do total de 54 cadastrados no balneário, 43 compareceram. Na segunda etapa, que começou no dia 8 de junho, foram recadastrados os do Mercado Municipal e 74 dos 75 compareceram para atualizar os dados. O município possui cerca de 1,1 mil permissionários e todos deverão passar pelo processo.
 
Os permissionários deverão levar os seguintes documentos:
 
— Cópia do comprovante de inscrição no CNPJ e/ou do Contrato Social, quando o permissionário for pessoa jurídica;
 
— Original e cópia dos documentos pessoais (carteira de identidade e CPF) do permissionário ou de seu responsável, quando pessoa jurídica;
 
— Cópia do comprovante de residência atualizado;
 
— O Termo de Permissão de Uso que mantém com o Município;
 
— Comprovantes de pagamentos, em dia, às concessionárias de água e energia elétrica;
 
— Quando o permissionário for pessoa jurídica deverá comprovar a regularidade dos pagamentos ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


Fonte Supcom