23/11/2016 09:56:05 - Atualizado  em 23/11/2016 10:07:07

A+ A-

Gasolina não baixa e etanol tem aumento de 3% em Campos

  Reprodução

Pesquisa do Procon apontou alta no preço do álcool

Contrariando mais uma vez a previsão do Governo Federal, o preço da gasolina para os consumidores não teve nenhuma redução, enquanto o do etanol teve um aumento de 3%, comparados com a pesquisa feita pelo Procon/Campos em  24, 25 e 26 de outubro deste ano. O diesel e o GNV estão com os preços estáveis.Esta última pesquisa foi nos dias 17 e 18 de novembro.

O órgão municipal de defesa do consumidor de Campos, com muito critério, esperou que a redução anunciada chegasse aos postos para fazer a nova pesquisa, onde foi constatado que os consumidores mais uma vez foram enganados, pois não houve a redução tão anunciada pelo Governo. Os fornecedores já haviam adiantado que não tinham margem para reduzir os preços.

De acordo com a superintendente do Procon/Campos, Dr.ª Rosangela Tavares o consumidor deve continuar atento e buscar as melhores ofertas, sempre aliando  a qualidade do produto e do atendimento. “Todos devemos ficar atentos para conseguir os melhores preços, mas não podemos nos esquecer da qualidade. Um produto adulterado pode trazer sérios prejuízos ao veículo e a diferença do preço não vai compensar”, destaca Dr.ª Rosangela Tavares.

As principais alterações do combustível são:
Gasolina:
As adulterações mais usuais na gasolina são decorrentes da inclusão exagerada de etanol anidro e de outros solventes não autorizados.

Etanol: O problema mais comum está no teor alcóolico, podendo ser a adulteração no próprio etanol ou a inclusão de água.

Diesel: Sem dúvida o maior problema decorre pela inclusão de produtos não autorizados, bem como a adição de água ou óleo vegetal.

Outro problema que os consumidores enfrentam e os Procons, ANP e Ipen estão atentos é quanto a adulteração nas bombas, quando é registrado um abastecimento maior do que efetivamente  está sendo feito. O consumidor deve ficar atento e observar se o carro está rodando com regularidade.

Principais consequências da presença de combustíveis adulterados em seu veículo:
Perda consistente na potência do motor, com riscos a segurança dos passageiros.
Substancial aumento no consumo de combustível do veículo.
Resíduos tanto nas velas de ignição como na câmara de combustão.

O consumidor pode encontrar boas diferenças de preços, conforme veremos a seguir:

Produto

Menor preço

Maior preço

Gasolina comum

3,490

4,039

Gasolina aditivada

3,739

4,099

Etanol

2,849

3,699

Diesel

2,930

3,330

GNV

2,199

2,299

O Procon/Campos ressalta que o consumidor não deve apenas se ater aos preços, mas verificar também as condições de higiene, manutenção, atendimento, validade e qualidade dos produtos ofertados.


Fonte Redação/Ascom