• [14/06/2017 16:28] Distribuição de repelentes para grávidas do Bolsa Família começa dia 19

    Como medida de prevenção do zika vírus, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti que pode acarretar na microcefalia em recém-nascidos, a secretaria de Saúde da Prefeitura de Campos, através do Departamento de Assistência Farmacêutica (DAF) e do Departamento de Nutrição, irá distribuir gratuitamente repelentes para mais de 1 mil grávidas cadastradas no programa Bolsa Família. A distribuição terá início na segunda-feira (19/06) nas 15 farmácias polo do município.

  • [02/01/2017 17:45] Um ano após anúncio, repelentes não foram entregues a grávidas do Bolsa Família

    Um ano após o anúncio feito pelo governo federal, os repelentes prometidos a grávidas beneficiárias do Programa Bolsa Família ainda não começaram a ser entregues. O pregão para a compra dos produtos foi feito em dezembro do ano passado e o processo de licitação está em andamento

  • [01/12/2016 14:35] Saúde abriu nesta quinta-feira pregão para compra de repelentes

    O Ministério da Saúde abriu nesta quinta-feira (1º/12) pregão que vai definir a empresa fornecedora de repelentes para gestantes do programa Bolsa Família. A previsão indica que a compra beneficie 484 mil grávidas em situação de vulnerabilidade no âmbito do Plano de Enfrentamento ao Aedes aegypti e à Microcefalia

  • [22/11/2016 10:07] Grávidas do Bolsa Família receberão repelentes

    O Ministério da Saúde lançou nesta segunda-feira (21/11) edital do pregão eletrônico para compra dos repelentes que serão distribuídos para 484 mil gestantes do Bolsa Família. Os produtos podem ser fornecidos em forma de gel, loção, aerossol ou spray e oferecer, no mínimo, quatro horas de proteção, conforme registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

  • [22/04/2016 11:56] Repelentes disponibilizados para gestantes do Bolsa Família

    A presidente Dilma Rousseff assinou nesta sexta-feira (22/04) o decreto que institui o programa de prevenção e proteção individual de gestantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica contra o Aedes aegypti.

  • [10/03/2016 09:49] Mosquito da dengue pode estar resistente aos repelentes

    Uma pesquisa conduzida por cientistas na Grã-Bretanha revelou que o mosquito da dengue aparentemente desenvolveu resistência a um princípio ativo presente na maioria dos repelentes atualmente comercializados no mundo, inclusive no Brasil.

  • [17/02/2016 10:25] Cuidado, repelentes caseiros não tem eficácia comprovada

    São muitas as receitas caseiras que chegam por aplicativos de mensagens prometendo combater o mosquito Aedes aegypti, vetor dos vírus da dengue, da febre chikungunya e da Zika, mas que não têm o aval dos cientistas. O infectologista Dalcy Albuquerque, da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, reforça que a aprovação de produtos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é uma garantia oficial da segurança e eficácia do produto.

  • [11/02/2016 09:39] Repelentes: saiba como usar em bebês e crianças

    Diante da ameaça do Zyca vírus, dengue e febre Chikungunya, a principal recomendação é evitar a proliferação do Aedes aegypti e se proteger contra a picada do mosquito. Em entrevista ao programa Cotidiano, a dermatologista Ana Regina Trávolo explica a forma correta de usar repelente.

  • [26/01/2016 08:35] Grávidas usuários do Bolsa Família receberão repelentes

    O Governo Federal distribuirá gratuitamente repelentes de mosquitos a grávidas que participam do programa Bolsa Família. A ação busca intensificar o combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, febre chikungunya e o vírus Zika, responsável pelo aumento dos casos de microcefalia no país.

  • [20/01/2016 11:13] Repelente em cestas básicas se torna lei no Estado do Rio

    O alto número de casos de Dengue e Zika Vírus fez com que os repelentes de insetos que tenham em sua composição a lcaridina, DEET ou IR3535 fiquem mais baratos. Foi publicada no Diário Oficial do Poder Executivo, nesta terça-feira (19/01), a Lei 7.213/16, que inclui o produto na cesta básica do estado, reduzindo sua alíquota de ICMS para 7% no comércio atacadista e isentando-o do imposto para o consumidor, no mercado varejista. A alíquota normal sobre o repelente é de 19%, já incluído o 1% destinado ao Fundo de Combate à Pobreza.

  •